Por que todas as músicas dos Barões da Pisadinha têm início idêntico?

Escrito por em 31/03/2021

Você já deve ter ouvido esse som – e não foi pouco. Todos os dias, milhões de brasileiros dão o play nos Barões da Pisadinha e ouvem a mesma virada de bateria eletrônica, não importa a faixa. As músicas dos artistas mais tocados do Brasil começam sempre do mesmo jeito.

De onde saiu essa virada? Como ela é montada? Por que os Barões não dão uma mudadinha? Em busca dessas respostas, o G1 falou com Felipe Barão, tecladista do duo baiano, e com outros produtores do estilo. As respostas ajudam a entender a pegada da pisadinha:

  • Esse forró todo feito no teclado sempre busca arranjos muito simples. Felipe Barão e DJ Ivis, outro destaque do ritmo, repetem o mesmo lema: “menos é mais”.
  • Além disso, o sucesso exige identidade, uma marca registrada. Cada artista de sucesso tem a sua “batida”, com viradas que são sua cara.
  • Alguns tecladistas têm três ou quatro viradas e variam as aberturas com elas. Outros, como os Barões, são radicais: tudo começa do mesmo jeito.
  • A vantagem é que o ouvinte identifica de cara os Barões. Mas aí fica difícil diferenciar. Que música dos Barões é essa mesmo? É uma dúvida comum…
  • Eles baixam na internet pacotes com sons de bateria e montam no teclado a base e as viradas (trechos na bateria que marcam transições da música, como na introdução).
  • O único instrumento é o teclado. É como uma banda inteira, inclusive a bateria, reproduzida nas teclas, geralmente de um Yamaha S670 ou do novo Yamaha SX600 (cerca de R$ 5,5 mil).
  • Os pacotes rolam soltos na internet. Qualquer tecladista pode baixar o “pack dos Barões” e montar a batida com os mesmo timbres deles.
  • “Desde quando decidi fazer o ritmo de pisadinha dos Barões, pensei num som de fácil entendimento, uma coisa direta e simples, que ia soar melhor no ouvido das pessoas”, diz Felipe, tecladista e produtor dos Barões da Pisadinha, ao lado do irmão Rodrigo, vocalista.

    “A virada não podia ser diferente do ritmo. Coisa simples, fácil, feita num teclado, caseiro, mas de coração e muito suíngue. Como diz o ditado: o pouco se torna o muito. E essa é a intenção da virada dos Barões da Pisadinha”, diz Felipe Barão.

    Fonte: G1


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]