Cão de rua consola mulher que perdeu mãe por Covid e é adotado

Escrito por em 28/08/2020

Um cão de rua surpreendeu uma senhora que estava chorando em Teresina, no Piauí. Ela estava desesperada do lado de fora de um hospital quando ele apareceu, começou a lamber e abraçar a mulher.

Jaqueline Masceno e cão – Fotos: Rhavenna Veloso

E o consolo veio justamente no momento em que ela mais precisava. Jaqueline Masceno tinha acabado de perder a mãe, vítima da Covid.

“Me deu uma falta de ar e sentei em uma cadeira. Uma pessoa me deu um copo com água e o cachorro apareceu e pulou nos meus braços, me acariciando e senti que era minha mãe. Minha mãe me abraçou através dele e era um abraço tão forte que se fosse realmente só um cachorro tinha me mordido. Toda dor que eu sentia, passei naquele abraço apertando ele. Minha mãe veio se despedir de mim através daquele animal. Eu senti no meu corção”, disse Jaqueliene Masceno.

Ela contou ao site Bicharada que o cãozinho permaneceu o tempo todo ao lado dela até o corpo sair para ser sepultado.

Amor pelos animais

O caso ocorreu na semana passada. A idosa, que era cadeirante, morreu um dia após dar entrada no hospital.

Jaqueline relembrou o amor que a mãe tinha pelos animais.

“Ela tirava da aposentadoria para ajudar os bichos de rua. Mesmo de cadeira de rodas, ela colocava comidinha e água. Ela dizia que se fosse boa da perna cuidava de mais animais. Mesmo assim, ela tinha dois cachorros e um gato que estão tristes demais sem ela”, disse Jaqueline Masceno, que é voluntária no Lar do Nando, um abrigo em Teresina que resgata animais de rua.

Emoção

A cena do cachorro desconhecido levou às lágrimas profissionais de saúde que trabalham no hospital do Parque Piauí, na zona Sul de Teresina.

Eles assistiram o ‘abraço’ emocionante e registraram o momento.

“Eu nunca tinha visto isso. Ela gritava muito quando soube que a mãe morreu e o cachorro foi em direção a ela, começou a abraçá-la, lamber as lágrimas, o rosto. E ela disse: aqui é minha mãe que está se despedindo porque não pude me despedir dela. O cachorro não saía de perto. Aí a equipe médica, os enfermeiros, os técnicos chorando e todo mundo arrepiado vendo aquela cena. Foi algo impressionante”, disse o funcionário Rodrigo Silva.

A adoção

O cãozinho de rua foi embora após protagonizar a cena emocionante, mas as fotos dele consolando Jaqueline foram parar nas redes sociais.

Quando viu, Jaqueline procurou pelo cachorro e não encontrou. Ela deixou um recado no hospital para avisarem caso ele aparecesse novamente.

E sabe quando ele voltou? Na missa de sétimo dia da dona Josefa Masceno. Aí Jaqueline não teve dúvida. Levou o novo amigo pra casa e deu a ele o nome de Anjo Gabriel.

Fonte CidadeVerde


Opiniões dos leitores

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.Campos obrigatórios marcados com *



[Não há estações de rádio no banco de dados]